Search
Close this search box.

Economia circular: saiba o que é e a importância para a sociedade

SUMÁRIO

Já ouviu falar em economia circular, mas ainda não sabe exatamente do que se trata? Neste guia, explicaremos os detalhes sobre o movimento que cresce em diversos países. A Holanda, por exemplo, é referência no assunto e possui um plano ambicioso: tornar-se um país 100% baseado em economia circular até 2050.

Além da sociedade holandesa, França, Itália e Luxemburgo já estão bastante avançados nesta prática, que pode revolucionar a relação dos seres humanos com o meio ambiente. No Brasil, os sucos da Natural One, por exemplo, contribuem intensamente para o fortalecimento desse movimento ecológico. 

A seguir, você entende as razões pelas quais a economia circular é importante para a preservação do planeta e como as empresas podem agregar esforços, tornando o mundo mais sustentável. Confira! 

O que é economia circular?

A economia circular tem como finalidade contribuir para um processo de produção mais ecológico e sustentável. Porém, o movimento não se limita apenas à reciclagem. Na teoria, a ideia é integrar vários campos humanos, sociais e empresariais, como mudanças de hábitos e design de produtos.

Para entendermos o que é economia circular, também é necessário considerar um dos problemas ambientais que mais enfrentamos no Brasil: o desperdício de resíduos. Trata-se de um assunto urgente e que necessita de projetos para solucioná-lo. 

Conforme um estudo da Associação Brasileiras das Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (ABRELPE), o país produziu 82,5 milhões de toneladas de lixo em 2021, durante a pandemia. No entanto, a ABRELPE aponta que somente 4% desse montante é reciclável.

Economia circular em outros países

Em países desenvolvidos, a economia circular também opera com o intuito de transformação social e ambiental. Pelo menos na União Europeia, o movimento é impulsionado principalmente pela pressão política e pela percepção do consumidor em relação às embalagens sustentáveis. 

Já na China e, mais recentemente, na Índia, a população está diminuindo o desperdício, alguns grupos ambientais estão fazendo lobby para desacelerar a poluição plástica nos oceanos, e a União Europeia continua protecionista na conservação de recursos.

Como a economia circular opera na prática?

Ainda que se trate de um conceito, a economia circular propõe gerar mudanças na relação entre os seres humanos e o planeta. Para isso, ela utiliza por base a própria inteligência da natureza. O planeta, de modo natural, se autorregenera. É um sistema vivo que segue uma lógica de recriação a todo momento.

No entanto, o ser humano tem interferido nesta dinâmica. A nossa sociedade ainda vive em um processo de economia linear. Isso significa que utilizamos matérias-primas, produzimos novos materiais e depois os descartamos, sem pensar na reutilização. Quase tudo é feito para ser descartável e utilizado só uma vez. 

Contudo, como funciona a economia circular? Ela se opõe à economia linear. O intuito é transformar as frutas e as cascas em adubo para plantas, por exemplo, além de utilizar resíduos para gerar embalagens que vão armazenar alimentos. Os sucos da Natural One contam justamente com esse princípio básico. 

As embalagens são 100% recicláveis. Elas provêm de insumos biodegradáveis, que até mesmo já podem ter sido reciclados, mas que ainda passam pelo processo de aproveitamento consecutivas vezes. Assim, oferecemos aos consumidores produtos sustentáveis, ecológicos e que contribuam para um planeta mais saudável. 

A economia circular na criação de novos produtos

Foi-se o tempo em que precisávamos apenas de matéria-prima para produzir produtos. Hoje, com os diversos conteúdos na internet sobre o assunto, as famílias aproveitam roupas desgastadas para transformar em peças novas.

Porém, quando falamos em industrialização, a economia circular também gera mudanças. O que acontece ainda hoje, sobretudo no Brasil, é que a cadeia produtiva é organizada de modo a não reutilizar o que é resíduo. Por exemplo, na produção de eletrodomésticos, os insumos quase sempre são primários.

Já com a economia circular, as empresas utilizariam peças reprocessadas e danificadas para a fabricação de novos equipamentos. Ou seja, é mais que seguir as regras dos R — “Reduzir, Reutilizar e Reciclar”. É mudar o modo como tudo é produzido para gerar efeitos na sociedade e no interior das próprias corporações.

Qual é a importância para as empresas?

Imagem de economia circular

Como já vimos, não são apenas os consumidores que aproveitam os benefícios da economia circular. A mudança ocorre de forma integral; por isso, as empresas não podem ficar fora das vantagens. A seguir, confira a importância desse movimento econômico e ecológico para as organizações.

Mais economia

Vista de modo simplificado, pode não parecer que mudar a lógica de produção da empresa gera benefícios econômicos. Todavia, a verdade é que uma economia sustentável promove redução de gastos dentro e fora das empresas, visto que menos recursos serão desperdiçados e o investimento em matéria-prima será menor. 

Além disso, ao reduzir os custos de produção, as empresas terão mais dinheiro para investir em inovações e ainda gerar um fundo reserva de emergência com o excedente dos gastos em insumos. 

Vantagem competitiva

Nem precisa dizer que, quanto mais uma empresa investe em melhorias, mais se destaca. Por isso, ao ter um processo produtivo baseado na economia circular, as empresas podem melhorar a imagem da marca, diferenciar os produtos e melhorar a saúde dos consumidores com o consumo consciente.

Consuma produtos da economia circular com a Natural One 

Após entender do que se trata a economia circular e como ela pode contribuir para o desenvolvimento das empresas e da sociedade, é hora de você conhecer produtos altamente ecológicos. Inscreva-se no Clube de Assinaturas e conheça os sucos da Natural One, cada um mais delicioso que o outro. Aproveite!

Compartilhe

Sobre o Autor

VocÊ vai gostar de ler também

O alto nível de açúcar no sangue é um dos problemas causados, entre outros fatores, por má...