Search
Close this search box.

O que é logística reversa e quais seus benefícios para o Meio Ambiente

SUMÁRIO

Minimizar os impactos ambientais é de extrema urgência, e a logística reversa, também conhecida como Política Nacional de Resíduos Sólidos, surge como uma estratégia fundamental para desenvolver a economia circular e fomentar a sustentabilidade.

Nesse texto, vamos abordar o que é logística reversa, como ela funciona na prática e entender quais são todas as etapas do processo. Além disso, você saberá como essa prática beneficia o Meio Ambiente, a sociedade e a economia.

O que é logística reversa?

Enquanto a logística tradicional foca a entrega de produtos do fabricante ao consumidor, a logística reversa tem como objetivo lidar com o retorno desses itens após o uso, visando à diminuição e ao descarte, a fim de minimizar o impacto ambiental.

Essa logística gerencia o retorno de materiais e resíduos do ponto de consumo até o ponto de origem, para serem descartados de forma adequada, reciclados ou até reutilizados.

A logística reversa surgiu na década de 1990, com a preocupação das pessoas e das autoridades em relação ao descarte de resíduos. Hoje, tem respaldo legal e, em 2010, foi sancionada a Lei n.º 12.305/2010, que instituiu a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), tornando-se uma exigência aos empreendedores.

Como funciona

Vamos entender como funciona a logística reversa? Esse processo acontece em 5 etapas: coleta, triagem, transporte, processamento e reintegração. Portanto, é necessário o comprometimento de todos os envolvidos na cadeia de consumo.

Tanto fabricantes, consumidores e varejistas quanto as autoridades governamentais são responsáveis pela logística. É o que chamamos de responsabilidade compartilhada — princípio fundamental do processo.

Os fabricantes são responsáveis por criar embalagens com materiais recicláveis e sistemas de coleta; os varejistas e consumidores, pela separação e devolução desses produtos; enquanto as autoridades devem conscientizar e fiscalizar todo o processo.

Etapas

As etapas da logística começam com a conscientização sobre a importância do processo e da participação coletiva. É importante entender a responsabilidade compartilhada e o papel de cada um. Após esse processo, há 5 etapas básicas:

  • coleta: inicia-se a coleta dos materiais. O consumidor devolve os produtos ao comerciante em pontos de coleta ou através de programas específicos de devolução. E esses comerciantes retornam ao fabricante.
  • triagem: são feitas a análise e a separação do material coletado em grupos para serem reciclados, reutilizados ou descartados de maneira apropriada;
  • transporte: esses materiais são enviados para lugares onde serão realizados o tratamento e a preparação.
  • processamento: os materiais são processados de acordo com seu destino final: separação de resíduos para reutilização ou reciclagem e remanufatura;
  • reintegração: o ciclo da logística reversa encerra quando os materiais são processados e voltam para o ciclo produtivo.

Benefícios

Agora que você já sabe o que é a logística reversa e suas etapas, vamos entender o seu impacto positivo para a sociedade. Esse tipo de gestão de resíduos é benéfico não só para a natureza, mas também para a economia.

Alguns dos benefícios da logística reversa são:

  • aumento da vida útil dos aterros sanitários: reduz a quantidade de resíduos destinados a esses locais;
  • incentivo à reciclagem e à reutilização de produtos: compartilha a responsabilidade pela gestão dos resíduos entre a sociedade civil, o setor público e as empresas;
  • conservação de recursos naturais: reduz a extração de novas matérias-primas para a produção de novos produtos;
  • redução de custos: empresas economizam muito ao reutilizarem materiais, pois não precisam produzir novos;
  • estimulo à inovação: estimula as empresas a repensarem e a inovarem na criação de novos produtos e processos, resultando em novos empregos e negócios;
  • melhora da imagem da empresa: estar comprometido com esse processo demonstra preocupação com o bem-estar social e ambiental.

Exemplos

Para compreender melhor como podemos usar essa logístic para gerar impacto positivo no Meio Ambiente, vamos conhecer diferentes exemplos de logística reversa:

  • reciclagem de embalagens plásticas: empresas como Natura e Nestlé incentivam a devolução das suas embalagens para reciclagem ou reutilização;
  • devolução de produtos eletrônicos: fabricantes de eletrônicos como Samsung e Apple permitem que os consumidores devolvam seus produtos para realizar o descarte correto de todas as peças;
  • troca de cartuchos de impressoras: empresas como HP, Epson e Dell têm programas que incentivam a devolução de toners e cartuchos vazios, para serem reutilizados na produção de novos;
  • retorno de produtos de moda e têxteis: muitas marcas, como a H&M, Levis e Nike, possuem programas de retorno de peças de vestuário. Algumas delas oferecem até mesmo descontos em novas compras.

Natural One é 100% comprometida com o Meio Ambiente

A Natural One é uma empresa 100% brasileira e comprometida com a comunidade e a sustentabilidade. Há muito tempo, suas ações geram impactos positivos ao Meio Ambiente. Nos últimos anos, 284 toneladas de resíduos de compostagem foram transformadas em fertilizantes orgânicos.

Além disso, 385 toneladas de lodo foram destinadas para compostagem; mais de 73 mil metros cúbicos de efluentes foram reciclados, retornando à natureza como água renovada; e mais de 4.439,72 toneladas de embalagens foram recicladas.

As novas embalagens são fabricadas em resina PET PCR (resina pós-consumo reciclada), com o aval da Anvisa e sem risco de contaminação, o que preserva o sabor, a cor e os nutrientes dos sucos 100% naturais e sem adição de açúcares e aditivos.

Compartilhe

Sobre o Autor

VocÊ vai gostar de ler também

Você sabia que os benefícios da proteína impactam diretamente funções vitais do corpo humano? Sem as proteínas,...