Search
Close this search box.

vitamina k

Quais os benefícios da vitamina K e como incorporá-la na rotina?

SUMÁRIO

Em meio à vasta variedade de vitaminas essenciais para o funcionamento adequado do organismo, a importância de incorporar esses nutrientes em nossa rotina alimentar torna-se evidente. Entre elas, destaca-se a vitamina K, um componente vital para diversos processos biológicos.

Ela desempenha muitas funções no organismo e pode ser encontrada em alguns alimentos específicos. Quer saber se ela está presente na sua rotina de alimentação? Neste artigo, você entende melhor o que é vitamina K, seus benefícios para a saúde e algumas formas de incluí-la na sua dieta. Confira!

vitamina k

O que é a vitamina K?

A vitamina K, muitas vezes esquecida quando comparada a outras vitaminas mais conhecidas, é uma peça-chave para a saúde humana. Essa vitamina lipossolúvel desempenha um papel crucial na coagulação sanguínea, na saúde dos ossos e no metabolismo celular.

Existem duas formas principais de vitamina K: a K1, chamada de filoquinona, encontrada em vegetais verdes, e a K2 (menaquinona), encontrada em alimentos de origem animal e em alimentos fermentados.

Benefícios para a saúde

Ao entender qual a função da vitamina K, o que mais chama a atenção das pessoas são os benefícios que ela oferece ao organismo. Eles vão desde a essência da vida até a maior disposição no dia a dia. Confira os principais:

  • ajuda na coagulação sanguínea: quando se fala para que serve a vitamina K, a principal vantagem pela qual ela é lembrada diz respeito ao sangue. Ela desempenha um papel vital na produção de proteínas responsáveis pela coagulação sanguínea, fazendo-se essencial na prevenção de hemorragias excessivas e na cicatrização adequada;
  • auxilia na saúde óssea: a vitamina K é uma facilitadora na absorção de cálcio pelos ossos, contribuindo para a saúde óssea e para prevenção de doenças como a osteoporose ou artroses em geral;
  • tem função antioxidante: a vitamina K atua como um antioxidante, ajudando a neutralizar os radicais livres e a proteger as células do estresse oxidativo;
  • regula o metabolismo celular: ela também desempenha um papel fundamental na regulação do metabolismo celular, contribuindo para a saúde geral do organismo, para o controle de peso e para o aumento da massa magra;
  • estimula a saúde cardiovascular: como está relacionada com a produção de proteínas, ajuda a prevenir a calcificação ou o endurecimento das artérias do coração, impedindo o surgimento de doenças cardíacas;
  • tem ação anti-inflamatória: consumir alimentos com essa vitamina ajuda a reduzir a glicoproteína de interleucina-6, que é responsável por inflamar o interior do corpo. Consequentemente, aumenta o fluxo de urina para liberação.

Será que seu consumo de vitamina K é o ideal?

Muitas vezes, a importância da vitamina K é subestimada. Por isso, é crucial garantir um consumo adequado para obter todos os seus benefícios. No entanto, tanto a deficiência quanto o excesso podem ter implicações para a saúde. Se você está com dúvidas, veja se se enquadra em um dos 2 fatores:

vitamina k

Sintomas de Deficiência

Há diversas formas de identificar a deficiência de K. Alguns deles são: sangramentos excessivos, hematomas frequentes, fragilidade óssea, atraso na cicatrização de feridas.

Sintomas de Excesso

O consumo em excesso da vitamina também deve ser um alerta, pois pode causar grandes males à saúde do organismo, sentidos na produtividade do seu dia dia, como acúmulo de cálcio em tecidos moles, problemas cardiovasculares, altos níveis hepáticos.

É importante analisar a quantidade diária adequada da vitamina, que varia de acordo com a idade. Os mais novos e recém-nascidos necessitam de uma quantidade bem-menor que os adultos e mais velhos, ou grávidas.

Onde encontrar a vitamina K?

A vitamina K pode ser obtida a partir de uma variedade de fontes alimentares, principalmente em vegetais de cor mais escura. Entre as principais para incluir na rotina diária, principalmente no café da manhã, estão:

  • vegetais de folhas verdes: espinafre, couve, brócolis e repolho são ricos em vitamina K1;
  • óleos vegetais: óleo de soja, óleo de canola e óleo de oliva contêm quantidades significativas de vitamina K1;
  • alimentos de origem animal: carnes magras, ovos e laticínios fornecem vitamina K2;
  • alimentos fermentados: alimentos como natto (soja fermentada) e queijos fermentados são fontes de vitamina K2.

Como consumir?

Incorporar a vitamina K na rotina alimentar pode ser simples e saboroso. Assim, você pode consumir tanto em refeições balanceadas que incluem saladas nutritivas e coloridas, repletas de vegetais e folhas verdes; bem como smoothies e bebidas refrescantes, como sucos naturais com espinafre e couve, os chamados detox.

Inclua vitamina K no sua dia a dia com bebidas refrescantes

Você pôde entender como conseguir a vitamina K e viu como é uma aliada valiosa para a saúde e o bem-estar. Ao compreender seus benefícios, reconhecer sinais de deficiência ou excesso e incorporá-la de maneira consciente na rotina alimentar, podemos aproveitar ao máximo seus efeitos positivos.

E ela pode ser incorporada de diversas formas — por exemplo, consumindo bebidas refrescantes, como as oferecidas pela Natural One. Conheça a opção de suco veggie da Natural One ou outras alternativas mais naturais.

Compartilhe

Sobre o Autor

VocÊ vai gostar de ler também

O alto nível de açúcar no sangue é um dos problemas causados, entre outros fatores, por má...